APM, Gestão de Performance da Aplicação. (Antonio Cesar Sartoratto Dias/Syntesis)

APM, Gestão de Performance da Aplicação: Este trabalho apoia-se na pesquisa de Moreno & Smith (2010) onde constataram que os problemas de performance dos aplicativos são causados, em maior parte, por arquiteturas inapropriadas que por ineficiência de códigos. As modernas arquiteturas dos mainframes, storage e gerenciadores de bancos de dados, nos permitem modernizar a arquitetura dos sistemas legados para obter melhor performance. O conteúdo desta apresentação nos permitirá;

1) encontrarmos o ponto ótimo do tempo de resposta e consumo de recursos de um aplicativo a partir de dados existentes no ambiente operacional,

2) analisarmos as barreiras que nos impedem de atingirmos o ponto ótimo e

3) ponderarmos numericamente sobre a viabilidade das alterações necessárias para atingirmos o ponto ótimo. Tais alterações podem ser realizadas tanto no código como em fatores externos ao aplicativo.