Da Disponibilidade para a Estratégia de Negócio

Luis Felipe de Faria – luis.faria@itau-unibanco.com.br

No mundo dos negócios digitais, o grande desafio para TI não é somente medir a qualidade da entrega do serviço, mas também os resultados de negócio que vem do seu uso (Chris Harding, the Open Group). O objetivo é mostrar como a área de Planejamento de Capacidade pode evoluir da excelência do trabalho voltado à disponibilidade para estratégia e parceria de negócio em 3 níveis de maturidade.

 

Metodologia de Controle da Produção Industrial aplicada em Controle de Capacidade de Recursos de TI

Nyara Moraes Paulo – nyara.paulo@itau-unibanco.com.br

No ramo industrial é usada uma metodologia de controle diário de produção estruturada por meio de um desdobramento de indicadores que estão alinhados com os objetivos macros do negócio. Essa estrutura permite ganho de eficiência, rápida reação à desvios e identificação de oportunidades de otimização e melhorias. A proposta é demonstrar como esses ganhos podem ser obtidos com o controle de capacidade de recursos de TI por meio de uma estrutura de indicadores que seguem a mesma metodologia industrial.

Mainframe Performance Review

Gustavo Fernandes Araujo – gustavo-fernandes.araujo@itau-unibanco.com.br

O estudo de performance de processamento é crítico em qualquer plataforma visto que pode ter efeito tanto na disponibilidade quanto nos custos de processamento. No ambiente mainframe, onde os recursos são compartilhados, uma piora de performance em um workload especifico pode impactar o processamento de todos demais workloads no mesmo CEC.  Este estudo tem como objetivo apresentar um Review de métricas de performance dentre os diferentes workloads que processam na plataforma Mainframe.

Gestão do Consumo de MIPS

Amanda Melo Nastulevitie – Amanda.nastulevitie@itau-unibanco.com.br

Com a mudança de comportamento dos usuários, em que a disponibilidade é essencial e as informações precisam ser de fácil acesso a eles, um dos grandes desafios da TI é gerir o consumo de MIPS no mainframe focando na experiência do usuário. Mudança no modo de trabalho, implementação de metodologias Lean, análises quantitativas e qualitativas são a base para auxiliar o negócio em tomadas de decisões que entregam mais valor aos usuários e, ao mesmo tempo, mantêm um consumo racional dos recursos.

Architecture performance using micro services

José Junior Santana – jose.santana@yaman.com.br

Implementing an inadequate architecture can lead to multiple performance problems, capacity, and unnecessary resource allocation. In this sense, the objective is to present how the use of an architecture oriented to micro services is able to meet diverse needs, from the use in “small projects” to large projects, with a very complex infrastructure. This type of architecture was implemented and tested in the “Predictor” system, and its results in terms of performance, integration with the DevOps methodology and ease of allocation of infrastructure resources show the benefits of it. With this, it was possible to verify how “vulnerable” applications can be if the architectural modeling is ignored or not respected by developers. The great challenge, however, is to avoid duplication of code and also the control of generated artifacts that require great attention and control.

Key words: micro services, DevOps, Predictor, architeture

 

 

Avaliação de arquiteturas de soluções de backup para a nuvem e na nuvem

Kleber Silva – kleber@pise4.com.br

Nessa apresentação iremos atualizar uma palestra realizada no CMG em 2014 e analisar a evolução do Backup para a Nuvem, avaliando as diferenças e pré-requisitos das arquiteturas disponíveis, para definir melhores práticas de desempenho e capacidade para a implementação de uma solução para empresas. Adicionalmente iremos explorar as alternativas de Backup de dados na Nuvem, quando a aplicação já está sendo executada remotamente.

Heating, ventilating and air conditioning system requirements for the implementation of data center infrastructure aligned to green it principles: a survey of Specialists

Fernando Barreira da Silva – fernando@bistec.com.br e  Claudio Luís C. Larieira –larieira@hotmail.com

A Transformação Digital é uma tendência recente que preconiza uma mudança estrutural nas organizações, dando um papel essencial para a tecnologia e fazendo com que os aspectos técnicos que envolvem a infraestrutura dos Data Centers tenham uma maior relevância. A eficiência energética é um dos maiores problemas enfrentados em relação à operação dos Data Centers. De acordo com a pesquisa de Koomey (2011), de 2000 a 2005 o consumo mundial de energia dos Data Centers duplicou. Já de 2005 a 2010 o aumento foi de 56%. Em geral, os sistemas mecânicos ou de refrigeração são responsáveis por aproximadamente 45% do consumo total do Data Center (MARIN, 2016). Desta forma, esta pesquisa validou junto a especialistas uma lista de requisitos de engenharia ambientalmente sustentáveis relacionados ao sistema de refrigeração e que podem ser utilizados para classificar um Data Center como verde.

 

Acelerando suas aplicações com o novíssimo Vector Packed Decimal Facility do z14

Flavio C. Buccianti – flaviocb@gmail.com

Uma apresentação que cobre as novas funcionalidades do Vector Packed Decimal Facility recentemente anunciado junto com o lançamento do Mainframe z14. Esse Feature permite que aplicações já existentes tenham ganho de performance significativo em algumas rotinas numéricas sem alterações no código fonte.

Java 9 – Produtividade, Performance e Competitividade, mais do que uma nova versão

Anderson Augustinho – andersonaug@celepar.pr.gov.br

Lançada há mais de 20 anos no mercado, a linguagem Java na sua versão 9 (liberada em meados de 2017) se reinventa para competir com as linguagens atuais. Mais do que correções de bugs,melhorias de performance e novas API’s, esta sua nova versão, foi reorganizada em uma arquitetura reativa, interativa e modular, com isto ficou mais adaptável a pequenos dispositivos (com menores recursos de hardware), assim mai compatível com a internet das coisas, mas nunca se esquecendo da sua característica de compatibilidade com as versões anteriores, visto que executa em bilhões de aparelhos no mundo todo. O objetivo deste artigo é dar uma visão geral nestes principais novos recursos de maneira prática, fazendo um comparativo com suas versões anteriores e enfatizando ganhos de produtividade e performance.

Fotos do 13o. Encontro Nacional CMG